Sim. É vedada a designação para exercer a função de interino de parente até o terceiro grau, por consanguinidade ou afinidade, de juiz diretor do foro da respectiva comarca ou de desembargador do Tribunal de Justiça. Também não será deferida a interinidade nas demais hipóteses em que ficar constatado nepotismo, favorecimento de pessoas estranhas ao serviço notarial ou registral ou designação ofensiva à moralidade administrativa.

Legislação Correlata

CNCGJ/2013, art. 107, §§ 2º e 3º